Isaac Julien, Elian Almeida e Virginia de Medeiros expõe na Galeria Nara Roesler

Isaac Julien, Elian Almeida e Virginia de Medeiros expõe na Galeria Nara Roesler

Escrito em 01/04/2022

Exposição em São Paulo reúne artistas com olhar sensível e provocador sobre racismo e vulnerabilidade social
Ao que vai nascer na Galeria Nara Roesler

Gestos de criação individuais e coletivos integram a mostra – Ao que vai nascer no qual participam os artistas Isaac Julien, Elian Almeida e Virgínia de Medeiros, e conta com a curadoria do Núcleo Curatorial da galeria sob coordenação de Luis Pérez-Oramas. A exposição, que inaugura no sábado dia 02 e permanece até o dia 21 de maio, acontece na Galeria Nara Roesler nos Jardins.

Composta por três artistas – Isaac Julien, Elian Almeida e Virginia de Medeiros, são exibidos trabalhos que ampliam a reflexão sobre a discussão de questões raciais, sociais e históricas.

Pela primeira vez ao Brasil, a mostra se estrutura ao redor das fotografias que compõem Lessons of the Hour, celebrada vídeo instalação de Isaac Julien.  Centrada na figura do afro-americano Frederick Douglass, figura fundamental para o abolicionismo norte-americano no século XIX, os quadros vivos de Julien servem como retratos monumentais que trazem para o presente a urgência do legado abolicionista.

Ao que vai nascer na Galeria Nara Roesler

No projeto O ouro afunda no mar, madeira fica por cima – desenvolvido por Elian Almeida, é dividido em três partes e se debruça sobre o tráfico de povos africanos para as Américas. Destaca a noção de nascimento, individual e coletiva, real e metafórica, que lança luz sobre aspectos violentos da história que foram apagados ou atenuados pela narrativa dominante.

Virginia de Medeiros com a icônica série Fábula do Olhar, propõe outros significados para o lado social do retrato, e sobre o anseio individual pela imagem. Os trabalhos são resultados de encontros da artista com pessoas em situação de rua, no qual em colaboração com essas pessoas, registra histórias e imagens, documenta vidas que tendem a ser invisibilizadas pela sociedade. Para além das questões sócio raciais, a obra discute o retrato em si: o desejo ativo de ver e de projetar a própria imagem no mundo como uma forma de reivindicar a completude da dignidade humana.

Ao que vai nascer na Galeria Nara Roesler

A exibição é um ato de criação de um retrato coletivo que abrange, os indivíduos e comunidades discriminados, seja racial ou socialmente. Revelar o desejo compartilhado de se ver e de projetar a imagem de si no mundo como forma de reivindicar a inteireza de nossa dignidade humana.

Serviço

Ao que vai nascer: Isaac Julien, Elian Almeida, Virginia de Medeiros

Data: 02 de abril a 21 de maio de 2022

Local: Galeria Nara Roesler

Endereço: Av. Europa, 655 – Jardim Europa, São Paulo (Brasil)

Funcionamento: segunda á sexta das 10h às 19h, sábado 11h às 15h

Ingresso: Gratuito