Nara Roesler apresenta obra recente de Karin Lambrecht

Nara Roesler apresenta obra recente de Karin Lambrecht

Escrito em 17/02/2022

Individual com pinturas e desenhos de 2021 da artista abre o programa anual de exposições da galeria em São Paulo
Karin Lambrecht

As obras da gaúcha Karin Lambrecht nascem do entrelaçamento entre o mundo subjetivo e o mundo natural, o espírito e a natureza. 

Os trabalhos que a artista apresenta na galeria Nara Roesler a partir de amanhã, dia 18.2, em Seasons of the soul (Estações do espírito) revelam as transformações da sua prática desde sua mudança de Porto Alegre para Broadstairs, na ilha de Thanet, no Reino Unido.

As cores usadas remetem às impressões e sensações da artista ao ser impactada pela paisagem local e as especificidades de luz. Cores quentes e frias se encontram de forma harmônica em sutis gradações.

Magma, 2021, Karin Lambrecht
Magma, 2021, Karin Lambrecht; foto: Eva Herzog
Magma, 2021, Karin Lambrecht
Magma, 2021, Karin Lambrecht; foto: Eva Herzog

A artista ressalta que agora as tonalidades vermelhas têm menos relação com a terra, como em trabalhos anteriores, e muito mais a ver com o céu, já que em Broadstairs ele pode adquirir uma qualidade avermelhada no fim do dia. 

Além da cor, a palavra é outro elemento recorrente na prática da artista. Elas aparecem nas telas em português, inglês e, às vezes, alemão e muitas vezes dão título às obras. Elas podem evocar uma paisagem, como Cliff (Penhasco), ou uma sensação, como Pleasure (Prazer). 

“Quando eu olho a paisagem e o que está à minha volta, eu costumo fazer pequenas anotações, às vezes rabiscos. No meu trabalho, quando escrevo essas palavras misturadas à pintura, é o que me rodeia. A chuva, as árvores, as estações, o sol, o mar, os penhascos”, contou em vídeo sobre a exposição divulgado no canal da galeria no YouTube. 

Cloud, 2021, Karin Lambrecht
Cloud, 2021, Karin Lambrecht; foto: Eva Herzog

Ela explica que escreve palavras na tela em várias camadas e, quando começa com a cor, muitas vezes o primeiro plano das palavras desaparece, e isso, para ela, representa o “mundo invisível”, dos sentimentos, da intuição. 

Já nos papéis, aparecem desenhos com linhas de costura e delicadas manchas feitas com pincel. Para Lambrecht, esses trabalhos são um contraponto às pinturas, permitindo uma gestualidade mais expansiva e uma feitura mais rápida. 

Sem título, 2021, Karin Lambrecht
Sem título, 2021, Karin Lambrecht; foto: Eva Herzog

Lambrecht, no início da carreira, repensou a tela e a forma de pintar, eliminando o chassi, costurando tecidos, usando retalhos chamuscados. 

Expoente da Geração 80, suas obras habitam um espaço entre a pintura e a escultura, são políticas e também materiais. A partir da década de 1990, passa a incluir materiais orgânicos em suas telas, como terra e sangue. 

O texto da exposição é de David Anfam, escritor, curador e especialista em arte moderna norte-americana. 

Seasons of the soul

Data: 18 de fevereiro a 26 de março 

Local: galeria Nara Roesler

Endereço: av. Europa, 655, Jardim Europa 

Funcionamento: segunda a sexta, das 10h–19h; sábado, das 11h às 15h 

Ingresso: grátis