Inhotim estreia no universo dos podcasts

Inhotim estreia no universo dos podcasts

Escrito em 29/01/2022

Tempo é o assunto do primeiro episódio do Inhotim Podcast, que tem participação de nomes como Ayrson Heráclito e Marcelo Gleiser

Ao que indica o primeiro episódio do Inhotim Podcast, o museu terá sucesso na missão de “partir do Inhotim para pensar as relações com o mundo”, proposta principal do novo projeto segundo o material de divulgação. 

Da mesma forma que a árvore Tamboril guia a expansão do instituto, como descobrimos no episódio, a experiência no Inhotim irá guiar diálogos e reflexões sobre tempo, horizontes, deslocamentos, realidades, sinestesia e chão — assuntos dos seis episódios que irão compor a primeira temporada, chamada de Território Específico. 

Sonic Pavilion, 2009, Doug Aitken; foto: Carol Lopes
Sonic Pavilion, 2009, Doug Aitken; foto: Carol Lopes

Temas amplos, possíveis de serem abordados por diferentes perspectivas. Mas são a botânica, a arte e a ciência que devem nortear essas discussões entre funcionários do Inhotim e convidados.  

Território Específico #1: Tempo estreou no último dia 27 e os outros eps serão lançados semanalmente, sempre às quintas, nas plataformas de podcast e no canal do Inhotim no YouTube. 

Galeria Adriana Varejão em Inhotim; foto: João Kehl
Galeria Adriana Varejão em Inhotim; foto: João Kehl

Neste primeiro ep, entre sons do pisar na terra, Sabrina do Carmo, bióloga e coordenadora de Jardim Botânico no Inhotim, fala sobre o tempo das plantas. O artista Ayrson Heráclito discorre sobre a temporalidade nas culturas de matriz africana e o conceito de passado, presente e futuro entrelaçados, ideia que o influenciou em seu último trabalho, Juntó

A artista e pesquisadora Raquel Garbelotti fala sobre a necessidade da passagem do tempo para que sua obra A Clareira (2000), feita na fazenda que depois se tornaria o Inhotim, adquirisse significado. Hoje, o trabalho integra a mostra coletiva Deslocamentos, em cartaz na instituição. 

A Clareira (2000), Raquel Garbelotti

O físico Marcelo Gleiser discorre sobre imortalidade, os mistérios que envolvem o tempo e como é possível viajar para o futuro, mas não para o passado. Zaika dos Santos, multiartista, cientista e pesquisadora, aborda África Futurismo, afrofuturismo, arte e música.

Por fim, o tempo medido por silêncios, ausências e intervalos é o tema trazido por César Timóteo, gerente do Educativo do Inhotim e maestro da Escola de Música do museu.

Bárbara Colen nos bastidores do Inhotim Podcast; foto: Rennan Otto
Bárbara Colen nos bastidores do Inhotim Podcast; foto: Rennan Otto

O podcast é narrado por Barbara Colen, atriz mineira de filmes como Bacurau e Aquarius, e realizado em parceria com a rádio Novelo, responsável pelos bem-sucedidos Praia dos Ossos e Foro de Teresina. O projeto faz parte do Território Específico, eixo de pesquisa que orienta a programação do Inhotim no biênio 2021/22. Essa pesquisa, inspirada nos estudos do geógrafo brasileiro Milton Santos, traz o conceito de território a partir de suas diferentes escalas de processos e fronteiras. 

Depois de 35 minutos ouvindo, pensando e vivendo o tempo, fica a dúvida se ele parou ou passou mais rápido.