ARTEQUEACONTECE
15Mai
Instituto Tomie Ohtake - Maxwell Alexandre
201 Av. Brg. Faria Lima Pinheiros
Mai 8 - Jul 25
O artista carioca Maxwell Alexandre ganha exposição no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. A prestigiada mostra Pardo é Papel, que já esteve na Fundação Iberê Camargo e no Museu de Arte do Rio (MAR) será apresentada ao público paulistano até o dia 25 de julho. Esta é a primeira individual do artista na cidade e reúne 13 obras em grandes formatos. A mostra foi inicialmente exibida no Museu de Arte Contemporânea de Lyon, na França, e depois passou a fazer uma turnê pelo Brasil, realizada pelo Instituto Inclusartiz.
Estação Pinacoteca - José Damasceno
66 Largo Galeria Osório Santa Ifigênia
Abr 24 - Ago 30
José Damasceno: moto-contínuo na Pina Estação
Instituto Tomie Ohtake - Iberê Camargo
201 Av. Brg. Faria Lima Pinheiros
Abr 24 - Jul 11
O Instituto Tomie Ohtake reabre, no 24 de abril, com exposição individual de Iberê Camargo. "O Fio de Ariadne" é realizada em parceria com a Fundação Ibere. Com curadoria de Denise Mattar e Gustavo Possamai, reune uma série de obras do artista que estavam longo da vista do público há quase 40 anos. 
Auroras - Renata de Bonis
426 Av. São Valério Morumbi
Abr 24 - Mai 29
Com uma trajetória marcada por produções realizadas em lugares remotos, a artista mostra pinturas realizadas recentemente durante período em sítio no interior de São Paulo.
Central Galeria - Dora Smek
306 R. Bento Freitas Vila Buarque
Mar 27 - Mai 22
A Central Galeria apresenta "A dança do corpo sem cabeça" de Dora Smék. Em sua primeira individual na galeria, a artista empreende uma investigação acerca do corpo em situações de oposição, movimento, tensão e fluxo. Abordando o inconsciente e a sexualidade, seus trabalhos revelam um corpo fragmentado: dedos, braços, articulações e ossos são usados como moldes na fundição de esculturas em ferro, bronze e alumínio. Com texto assinado por Veronica Stigger, a exposição acontece somente em formato virtual neste momento.
Acontece na Pinacoteca do Estado, a exposição "Enciclopédia negra".  Organizado por Flávio Gomes, Lilia M. Schwarcz e Jaime Lauriano, o livro publicado pela Companhia das Letras, apresenta biografias de mais de 550 personalidades negras, em 416 verbetes individuais e coletivos. Apagados ou esquecidos, muitos desses personagens nunca foram pintados ou fotografados. Para ilustrar a pesquisa, portanto, os organizadores convidaram 36 artistas plásticos para representar alguns dos personagens. 
Central Galeria - C. L. Salvaro
59 R. Dr. Oliveira Pinto Jardim Paulistano
Abr 24 - Mai 30
Comprar ingresso
No imóvel no Jardim Paulistano onde o artista C. L. Salvaro vive e trabalha desde o início da pandemia, ele passou a realizar diversos experimentos artísticos. O sobrado já havia sido utilizado por outros artistas da Central Galeria, que o respresenta, para colocar em prática algumas pesquisas em projetos especiais. Nesse período de pouco mais de um ano morando no local, Salvaro começou a realizar uma obra que foi tomando proporções cada vez maiores e culminou em uma site-specific que discute questões em torno da arquitetura e da natureza. Intitulada Antes de afundar, flutua, ela ocupa todo o térreo da casa.
Fortes D'Aloia & Gabriel - Yuli Yamagata e Luiz Zerbini
71 R. James Holland Barra Funda
Abr 24 - Mai 29
Para a reabertura de espaços culturais de São Paulo, a galeria Fortes D'Aloia & Gabriel antecipou a realização de duas exposições no Galpão, localizado na na Barra Funda. Serão aberturas para o público sábado, 24 de abril, individuais de Yuli Yamagata e de Luiz Zerbini! 
Simões de Assis - Gonçalo Ivo
113a R. Sarandi Cerqueira César
Abr 24 - Jun 12
O tempo suspenso e a busca por um tipo de silêncio vibrante que é quase impossível de se conseguir nos dias de hoje são alguns pontos encontrados pelo artista Gonçalo Ivo em suas investigações recentes sobre cosmogonias.
Galeria Raquel Arnaud - Carlos Nunes
125 R. Fidalga Vila Madalena
Abr 24 - Jun 5
A Galeria Raquel Arnaud recebe em seu espaço na Vila Madalena, em São Paulo, a exposição "Numa noite escura um vagalume parou e pensou sobre a sua condição", de Carlos Nunes. Esta mostra ficará em cartaz até 5 de junho e inclui um conjunto de trabalhos da série "Datas". 
Museu de Arte Sacra de São Paulo - João Trevisam
676 Av. Tiradentes Luz
Mai 5 - Jun 20
Após um ano de sua exposição Das noites uma livre sensação, na Central Galeria, o artista brasiliense João Trevisan retorna com outra individual à capital paulista. No Museu de Arte Sacra, localizado no bairro da Luz, ele apresenta Corpo e Alma, sendo a primeira mostra solo que ele realiza em uma instituição, além de ser também a estreia do projeto LUZ Contemporânea. São apresentadas nela um recorte dos últimos três anos da produção do artista, com curadoria a cargo de Simon Watson.